LOGÍSTICA 4.0 – Você está preparado para o futuro?

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O FUTURO?

Metaverso, óculos de realidade virtual, propagandas 3D e até uma nova corrida espacial. O mundo que conhecemos vem mudando e adicionando tecnologias  inteligentes diariamente. Dentro dessa engrenagem, essas mudanças criam novas dinâmicas e fluxos de trabalho, tornando tanto o Comex quanto o mundo mais interconectado.

Com isso, depois de 2020, assistimos a necessidade de oferecer e equipar a cadeia logística, desde a produção dos produtos até a hora de distribuí-los para os clientes. É aí que entra um novo paradigma chamado Logística 4.0 – mas você sabe o que isso significa?

LOGÍSTICA 4.0 – O QUE É?

Inegável dizer que nossas vidas mudaram completamente depois da pandemia, não é? Entre todos os setores impactados, podemos dizer que o Comércio Exterior é um dos que ainda sofre diariamente com os as oscilações.

Mesmo em um mundo majoritariamente vacinado, fez-se necessário uma mudança da abordagem tradicional antes utilizada para uma cadeia de suprimentos cada vez mais digital e integrada, o que torna todo o processo cada vez mais inteligente e conectado em uma rede de tecnologicamente avançada.

Apesar de falarmos em tecnologia, ainda se faz necessário pensarmos toda uma estrutura de forma tradicional: contêineres, veículos, paletes e embalagens variadas. A ideia é aliar com os mecanismos atuais para tornar a supply chain (cadeia de suprimentos) cada vez mais eficiente.

Na prática é mais ou menos assim…

Dentro de uma operação 4.0, um armazém tecnológico se faz presente, ou seja, com os sensores presentes em sua tecnologia, envia um alerta ao fornecedor indicando que é necessário reabastecer, por exemplo, fazendo desnecessário gastar horas humanas com isso.

Outro ponto também seria a facilidade para um gerente de supply chain detectar a presença de produtos danificados, com base em algumas especificações, facilitando o reabastecimento e descarte de mercadorias impróprias para serem transportadas.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA LOGÍSTICA 4.0?

 Pincelando alguns conceitos sobre a ascensão da Logística 4.0 e seus benefícios inegáveis para o Comex, conseguimos alinhar e minimizar alguns problemas da cadeia. Vamos conhecer alguns de seus benefícios?

1. PLANEJE EM TEMPO REAL!

Quanto mais você se aproxima da predição, melhor e mais fácil fica para introduzir dados e KPIs em tempo real dentro da sua operação.

Dessa forma, fica cada vez mais fácil identificar como driblar de forma ágil e responsiva situações como oscilações nos preços dos combustíveis e oscilações nos fretes, por exemplo. Isso permite que os colaboradores e os responsáveis pelo planejamento nunca fiquem com informações desatualizadas e possam tornar a cadeia logística cada vez mais estratégica.

2. VISIBILIDADE E2E

Com a Logística 4.0, há uma riqueza de dados vindos de diversas fontes e inteligências, através de novas informações sobre preços, dados sobre rotas e estoque, aproximando sua operação da visibilidade E2E (visão de ponta a ponta). Isso aumenta a estratégia na hora de definir os KPIs, a performance na distribuição logística e no desempenho geral da operação.

Antigamente, os fluxos de trabalho no Comex dependiam das informações passadas, e isso muitas vezes fazia com que o timing fosse perdido e as informações também. Com mais visão do negócio, evitamos atrasos e escassez.

3. OTIMIZE SUAS ROTAS

Esse com certeza é o benefício que pode ser visto imediatamente, já que com tecnologia podemos ter informações privilegiadas com relação ao tempo, tráfego, acidentes e quais as rotas mais eficientes para que a carga seja entregue com segurança no melhor tempo possível.

4. ROTEIRO LOGÍSITICO

Antigamente, os profissionais achavam muito abstrato entender de que forma ter uma visão estratégica das rotas poderia reduzir custos e aumentar a produtividade, hoje em dia, a Logística 4.0 nos fornece mais certeza ao escolher o caminho ideal e a forma mais inteligente de transportar a carga para o cliente.

O QUE PODEMOS CONCLUIR?

Acompanhando as mudanças, a Logística 4.0 abre o caminho para uma nova e mais avançada forma de enxergar a operação, tornando-a mais integrada e cada vez mais autossuficiente. O potencial de erro advindo do fator humano, é consideravelmente reduzido, carros são automatizados e inspeção de de armazéns torna-se mais eficaz.

E você, está pronto para o futuro?

Deixe uma resposta